>
RH

Como montar um bom plano de benefícios para o modelo home office

Aprenda os segredos para oferecer um plano de benefícios de excelência para seus colaboradores que trabalham com o modelo home office ou híbrido!

Sua empresa pode ter nascido adotando o modelo de trabalho em home office ou ter passado por uma transformação forçada por conta da pandemia causada pela Covid-19. Independentemente de seus motivos, é fato que o trabalho a distância veio para ficar e é preciso saber adaptar o plano de benefícios corporativos a essa realidade. 


De acordo com uma pesquisa realizada pela empresa de tecnologia da informação Citrix, até o final de 2020, cerca de 90% das organizações ofereciam aos seus colaboradores algum tipo de modalidade de trabalho remoto. Dessas, 42% fizeram a implementação do modelo nos últimos 5 anos. 


A adaptação a essa realidade é necessária tanto por parte do próprio colaborador, como da empresa. Ao longo deste artigo você entenderá mais especificamente sobre as mudanças necessárias no plano de benefícios dos times. Veja:


As necessidades de quem trabalha em home office

O primeiro passo para oferecer benefícios de excelência para aqueles que trabalham na sua empresa é, de fato, compreender o que é diferente para quem trabalha de casa em relação àqueles que fazem suas tarefas alocados no escritório. 


Aqueles que vão até o local de trabalho, por exemplo, precisam contar com vale-transporte para a locomoção e também com o vale-refeição, para que possam se alimentar nas redondezas do estabelecimento. 


Para quem está em casa, não é necessário desembolsar um valor para o deslocamento e, nesse caso, o vale-refeição poderia ser substituído por um equivalente em vale-alimentação, de acordo com a necessidade do colaborador. 


Porém, não para por aí. VT e VR não são os únicos benefícios que precisamos prestar atenção. O auxílio home office, por exemplo, também deve ser parte do plano. Afinal, quem trabalha alocado não precisa gastar com energia e internet para fazer o serviço, ao contrário daqueles que estão em casa. Uma ajuda de custos com esse objetivo, por tanto, faz-se mais do que necessária. 


Além disso, vale citar, também, a possibilidade de um sistema de aluguel de equipamentos eletrônicos e ergonômicos, além de benefícios voltados para o bem-estar, como aqueles para academias de ginástica ou terapia.


Montando o plano de benefícios da sua empresa

Citamos apenas alguns dos componentes que podem (e devem) estar no plano de benefícios que a sua empresa oferece aos colaboradores, mas não para por aí. Há uma infinidade de possibilidades, mas quanto maior é o número de benefícios, maior a burocracia pela qual o RH e o financeiro das empresas devem passar. 


Afinal, contratar diversas empresas de benefícios, com cartões variados e múltiplas taxas, com certeza não é vantajoso para a organização como um todo. Foi exatamente daí que surgiu a ideia de oferecer benefícios flexíveis para os colaboradores. 


Com um sistema de benefícios flexíveis você consegue concentrar todo o valor que seria direcionado ao colaborador, seja para VR, VT, ajuda de custo, auxílio home office, academia, saúde, educação, entre outros, em apenas um lugar. 


É muito mais prático e menos oneroso para as empresas e, se fizer sentido para a sua estratégia de benefícios, o colaborador pode decidir como faz para gastar aquele montante, sempre levando em consideração as suas próprias necessidades. 


Para conhecer mais sobre benefícios flexíveis continue acompanhando o blog da Alymente!

Nadjine Hochleitner Terhoch
Jornalista e apaixonada por fotografia e literatura.