>
RH

3 estratégias de retenção de talentos para implementar já

O RH da sua empresa trabalha com estratégias de retenção de talentos com os colaboradores? Confira este artigo e descubra algumas das mais importantes e implemente já!

O capital humano é um dos bens mais precioso para qualquer organização, afinal, empresas são feitas de pessoas e suas ideias. Portanto, trabalhar com estratégias de retenção de talentos deve ser prioritário para os setores de Recursos Humanos, a fim de garantir que haverá satisfação, baixo turnover e comprometimento por parte dos times. 


Ao longo deste artigo você vai aprender três das estratégias de retenção de talentos mais importantes e efetivas para colocar em prática na sua organização agora mesmo. Você aprenderá sobre:


  • o que são estratégias de retenção de talentos;
  • importância da cultura de feedback verdadeira;
  • implementação de um sistema de benefícios flexíveis;
  • criação de plano de cargos e salários. 


O que são estratégias de retenção de talentos?

As estratégias de retenção de talentos são um conjunto de práticas e ações que visam fazer com que o colaborador permaneça pela maior quantidade de tempo possível dentro da organização, sempre satisfeito, engajado e motivado pelos valores e objetivos da empresa. 


O fato é que aplicando esse tipo de iniciativa, as empresas têm tudo a ganhar. Os melhores profissionais do mercado só permanecem em organizações cujas quais se sentem incentivados. É assim que se faz para as pessoas se sentirem parte de um todo. 


Empresas de qualquer porte podem se valer de boas estratégias como essa, e a seguir a Alymente te apresenta três delas. 


1. Implementação de cultura de feedback

A existência de uma forte e verdadeira cultura de feedback é parte primordial de qualquer iniciativa de retenção de colaboradores. É muito importante criar checkpoints periódicos e encontros entre os líderes e os liderados para fazer avaliações de desempenho e orientações de quais devem ser os próximos passos em busca de um maior desenvolvimento profissional. 


Esses feedbacks devem ser pensados para avaliação técnica e comportamental, um mix de soft skills com hard skills, quantitativo e qualitativo. O colaborador deve sair desse momento de encontro com a sensação de que sabe o que deve fazer dali para frente. 


Empresas que oferecem esse tipo de dinâmica tendem a contar com uma satisfação muito maior de seus colaboradores e um baixo turnover


2. Oferecer benefícios flexíveis

Ampliar a oferta de benefícios tem como consequência a retenção de talentos de um time. Uma pesquisa realizada pela empresa de divulgação de vagas de emprego Indeed em parceria com a empresa de pesquisas Censuwide concluiu que, para 46% das pessoas, os benefícios de uma vaga são decisivos e um dos fatores mais importantes na hora de aceitar ou não uma proposta. 


Porém, com tantos perfis diferentes de pessoas se candidatando às mais variadas vagas de emprego o tempo todo, é um desafio para as empresas criar uma cesta de benefícios que se adeque totalmente. Para resolver esse tipo de dilema, existem os benefícios flexíveis


Os benefícios flexíveis permitem aos colaboradores escolherem com o que vão gastar o saldo oferecido pela empresa, com a possibilidade de utilizá-lo nas mais diversas esferas, como alimentação, saúde, transporte e educação.


3. Criar plano de cargos e salários

Ainda de acordo com a pesquisa da Indeed em parceria com a Censuwide, ter a possibilidade de progredir em uma empresa também é um fator decisivo para cerca de 55% das pessoas. 


A partir do momento que você desenvolve uma trilha de cargos e salários que permita aos colaboradores alcançar posições mais altas por meio de metas estipuladas e claras, sendo acompanhadas sempre nas reuniões de feedback, está colocando em prática uma das estratégias de retenção de talentos. 


Sabendo onde podem chegar e qual o caminho que deve ser trilhado para alcançar esse objetivo, as pessoas se sentem mais motivadas e inspiradas a seguir.


Implementar estratégias de retenção de talentos demanda planejamento e tempo, mas é uma atividade que deve estar no topo da lista de prioridades para seu setor de RH. Caso tenha se interessado por esse artigo, leia também 6 indicadores de sucesso para o dia a dia da sua empresa.


Nadjine Hochleitner Terhoch
Jornalista e apaixonada por fotografia e literatura.