>
RH

Por que adotar o modelo flexível de benefícios no home office?

O home office veio para ficar, mas é preciso fazer algumas adaptações, principalmente quando o assunto é benefícios. Descubra tudo sobre o modelo flexível para trabalho remoto!

Com a pandemia, inúmeras empresas foram obrigadas a implementar o modelo remoto de trabalho. Para muitas delas, a mudança veio para ficar, mas com ela, também foi (ou será) necessário fazer algumas adaptações. Uma delas está diretamente relacionada aos benefícios em home office, ou seja, o pacote de incentivos que as organizações oferecem aos seus colaboradores. 


Com essa reinvenção e redescoberta dos modelos de trabalho, percebemos que nem tudo aquilo que funciona no presencial tem a mesma efetividade no remoto. Encarar a necessidade de mudança é prioridade para manter a satisfação do colaborador, por isso, hoje você vai aprender:


  • por que implementar o modelo flexível de benefícios em home office;
  • como implementar na sua empresa. 


Benefícios em home office: adaptação à uma nova realidade

De acordo com uma pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Administração (FIA), 46% de todas as empresas do Brasil que trabalhavam presencialmente adotaram o modelo remoto de trabalho ao longo da pandemia. 


Isso significa que praticamente metade das organizações do nosso país transformaram completamente a maneira com que trabalharam, muitas vezes, por anos a fio. É inegável que, com grandes mudanças, são necessárias grandes adaptações. 


É exatamente esse o estopim para falarmos sobre a necessidade de repensar a forma com que as cestas de benefícios são oferecidas aos colaboradores das mais diversas empresas. 


Vamos usar como base o tradicional benefício do vale-refeição, utilizado, geralmente, para alimentação da hora do almoço em restaurantes ao redor da empresa em questão. Como saber se faz sentido para um colaborador que trabalha de sua casa um benefício que só funciona para quem se alimenta em restaurantes?


Para contemplar a maior quantidade de perfis de colaboradores, um modelo de benefícios flexíveis é a melhor saída. Dessa forma, você pode oferecer àquela pessoa um determinado valor voltado para a alimentação, mas que pode ser gasto em delivery, mercado, ou no próprio restaurante, se for sua preferência. 


>>> Leia também: Como montar um bom plano de benefícios para o modelo home office


Além disso, a pessoa deixa de ficar refém da bandeira do VR em questão, que nem sempre é aceita em todos os estabelecimentos. 


Quando falamos sobre benefícios flexíveis em home office, a Alymente, por exemplo, conta com um cartão de bandeira Mastercard, aceito em mais de 2 milhões de estabelecimentos no Brasil. 


E esse foi um exemplo que trata apenas de vale-refeição, mas também funciona para benefícios de transporte, saúde, educação, cultura, entre outros. São inúmeras as possibilidades de adaptar-se ao perfil dos colaboradores da sua empresa e suas necessidades específicas. 


Para saber mais sobre como funcionam, conheça 5 vantagens sobre benefícios flexíveis


Como implementar na empresa?

Agora que você já entende porque é tão importante adotar o modelo flexível de benefícios em home office, a Alymente vai te contar como fazer para implementar esse tipo de sistema na sua empresa. 


É importante lembrar que os benefícios flexíveis nasceram para ajudar as empresas no seu dia a dia e tornar os processos práticos, rápidos e assertivos. Por isso, tudo funciona de maneira simples e intuitiva. 


Toda a gestão dos colaboradores e a contratação dos benefícios é realizada na própria plataforma. Portanto, depois de contratada, basta fazer o cadastramento de todos os contratados da organização. É possível definir saldos fixos em benefícios, habilitar apenas aqueles que desejar e solicitar cartões, tudo pela própria plataforma. 


Quer entender mais sobre a implementação de benefícios flexíveis no home office? Entre em contato conosco para mais detalhes!

Nadjine Hochleitner Terhoch
Jornalista e apaixonada por fotografia e literatura.